Capital do BB em circulação passará de 6,9% para 15%

O presidente do Banco do Brasil, Rossano Maranhão, durante a cerimônia do BB ao Novo Mercado na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), destacou que o banco será a companhia de maior valor nesse segmento da bolsa. Ele afirmou que a oferta de ações foi um "sucesso", apesar do momento adverso do mercado de capitais. "Isso mostra que a marca Banco do Brasil é forte e que o País merece o respeito dos investidores." Maranhão disse que o free float (porcentual do capital da instituição em circulação no mercado) passará dos atuais 6,9% para cerca de 15% com a oferta de ações e o exercício dos bônus de subscrição em andamento. Segundo ele, a oferta inicial de ações ordinárias elevará o free float para 12,5%. Com o exercício do lote suplementar, até 27 de julho, e com a subscrição dos bônus, até o dia 30 deste mês, o porcentual será aumentado em mais 2,5 pontos porcentuais. Até abril, metade dos bônus já haviam sido subscritos. A expectativa do mercado é que o exercício desses títulos atinja 80% do total até o final do prazo. A operação não deve alcançar 100% porque há parcela significativa dos bônus nas mãos de pequenos investidores, difíceis de serem encontrados. O executivo disse que uma nova oferta pública de ações da instituição, para atender às exigências do Novo Mercado da Bovespa, dependerá do momento adequado da bolsa e do desejo dos acionistas. Na futura oferta pública, deverão ser vendedores o Tesouro Nacional e a Previ, fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil. Apesar de já ter vendido parte das ações na oferta atual, a Previ ainda detém 12% do capital da instituição. O Tesouro Nacional iria vender uma pequena fatia de ações na operação concluída ontem, mas desistiu por questões operacionais, já que precisava fazer uma licitação para contratar um banco coordenador e isso atrasaria a oferta. O presidente do BB confirmou que todos os investidores pessoa física que reservaram ações na oferta pública foram atendidos. Segundo o mercado, o varejo ficou com aproximadamente 34% das ações vendidas na oferta. Em relação aos investidores institucionais, ele admitiu que houve rateio, mas não informou de quanto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.