Captação da previdência privada cresce 20,6% até julho

O desempenho do mercado de previdência privada complementar manteve a tendência de crescimento em julho. Dados da Associação Nacional da Previdência Privada (Anapp) mostram que o volume de novas contribuições que ingressaram no sistema chegou a R$ 11,733 bilhões no acumulado entre janeiro e julho, com expansão de 20,61% na comparação com o mesmo período do ano anterior. O VGBL (os planos mais indicados para aqueles isentos de Imposto de Renda), mais uma vez, liderou a captação, com alta de 41,46%, com um total de captação de R$ 7,502 bilhões no período. O responde por 64% do volume de novos depósitos que ingressaram no sistema no período. O PGBL captou R$ 2,491 bilhões no período, com alta de 7,8% na comparação com o acumulado de janeiro a julho de 2005. Os planos tradicionais chegaram a captar R$ 1,723 bilhão, com queda de 16,67% na comparação com o período de janeiro a julho de 2005. Em relação às seguradoras, a Bradesco Vida e Previdência lidera o ranking de captação, com 38% dos volumes de contribuição, seguida pela Itaú Vida e Previdência (18%); Brasilprev (12%); Unibanco (8%); Caixa Vida e Previdência (7%); HSBC (4%); Real Tokio Marine (3%); Santander (3%); Icatu Hartford (2%); e Capemi (1%). As demais seguradoras somam 4% do total de novas contribuições.

Agencia Estado,

14 de setembro de 2006 | 13h00

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.