Cartões Visa superam US$ 100 bi em operações no ponto de venda na AL

As operações com cartões de débito e crédito da bandeira Visa realizadas diretamente no ponto de venda atingiram a marca de US$ 102 bilhões na América Latina nos últimos 12 meses encerrados em setembro de 2006, de acordo com números da própria empresa. O valor significa um crescimento de 35% na comparação com o mesmo período do ano anterior. No Brasil, as transações representaram praticamente metade do total da região, com US$ 51 bilhões, uma expansão de 41%.A maior parte das operações com cartões da bandeira Visa continua sendo efetuada fora do estabelecimento comercial, ou seja, via saque de dinheiro. Somente no Brasil, o volume de vendas incluindo os saques entre outubro de 2005 e setembro do ano passado foi de US$ 167 bilhões, informou a gerente de Comunicação da empresa no País, Sabrina Sciama. Ao final do período, havia um total de 145 milhões de plásticos com a bandeira no Brasil, dos quais 107 milhões de débito. A companhia não divulga projeções para o encerramento do ano ou para 2007.Um dos objetivos da Visa, segundo a profissional, é ampliar o número de transações efetuadas no ponto de venda. "Nos esforçamos em mostrar que o meio de pagamento eletrônico é mais seguro tanto para o consumidor como para o estabelecimento", explicou. Atualmente, a empresa busca levar a tecnologia de pagamento via cartão a bairros mais distantes das grandes cidades e a pontos que normalmente não possuem essa opção, como estacionamentos e táxis.Em todo o mundo, o volume de operações com cartões Visa em pontos de venda nos últimos 12 meses até setembro chegou a US$ 2,9 trilhões, um aumento de 14% em relação ao mesmo período do ano anterior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.