Cautela de investidor deve levar NY a abrir com perdas

Os índices futuros das bolsas de Nova York operam em baixa, sugerindo uma abertura negativa nesta sexta-feira,24, com os investidores se mantendo na defensiva antes de um fim de semana estendido, apesar do resultado melhor do que o esperado do único indicador de peso dos Estados Unidos previsto para esta sexta-feira, 24. Às 10h15 (pelo horário de Brasília), no mercado futuro, Dow Jones caía 0,35%, Nasdaq recuava 0,51% e S&P 500 tinha queda de 0,53%.

Agencia Estado

24 de maio de 2013 | 10h37

Logo após a divulgação do relatório sobre encomendas de bens duráveis nos EUA, que deram um salto de 3,3% em abril, os índices futuros reduziram bastante as perdas, com o Dow Jones chegando a operar bem próximo da estabilidade. Analistas consultados pela Dow Jones previam uma alta bem menor nas encomendas, de 1,3%. O efeito, no entanto, durou pouco, e os contratos futuros das bolsas norte-americanas retomaram uma clara trajetória de queda.

O clima em Wall Street é de cautela porque a segunda-feira, 27, será feriado nos EUA. Além disso, as ações em Nova York têm mostrado volatilidade desde a última quarta-feira, 22, quando o presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke, admitiu, durante depoimento no Congresso em Washington, que o banco central norte-americano poderá começar a retirar sua política de estímulos nos próximos meses.

Para John Sawyer, chefe de investimentos do BBVA Compass, no entanto, Bernanke só deu início a uma discussão aberta sobre o assunto e sua fala não sugere que a política do Fed vá mudar no curto prazo. Sawyer também prevê que a volatilidade deverá continuar, o que "tende a espantar alguns investidores do mercado".

Dados favoráveis de confiança da Alemanha, publicados nas primeiras horas do dia, também deram suporte temporário aos futuros em Nova York e às bolsas europeias, mas o impacto foi igualmente temporário.

No noticiário corporativo, a Procter & Gamble, integrante do Dow Jones, subia 4,07% no pré-mercado, após anunciar que seu ex-executivo-chefe A.G. Lafley voltará a assumir o comando da empresa, no lugar de Robert McDonald.

A Sears, por outro lado, despencava 16% após divulgar um prejuízo trimestral maior do que o esperado e anunciar que estuda alternativas para levantar mais capital. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
NYbolsas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.