Cautela deve predominar na abertura de bolsas de NY

Os índices futuros das bolsas em Wall Street apontam para uma abertura incerta, enquanto os investidores observam com cautela os desdobramentos sobre a crise na Síria e o anúncio da reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed) na próxima semana. Os mercados também estão amplamente em modo de consolidação após os grandes movimentos nas duas últimas sessões. Às 10h15 (pelo horário de Brasília), o índice futuro Dow Jones subia 0,01%, Nasdaq recuava 0,49%, S&P 500 perdia 0,10%.

Agencia Estado

11 de setembro de 2013 | 10h39

Na terça-feira, 10, à noite, o presidente Barack Obama disse que os Estados Unidos concederão tempo para uma possível saída diplomática para a Síria. Após a ameaça de intervenção militar contra Assad, Obama anunciou que pediu o adiamento da votação no Congresso sobre um ataque ao país diante das conversas entre o regime sírio e autoridades da Rússia.

O mercado também está em compasso de espera pela reunião do Fed que ocorrerá nos dias 17 e 18 de setembro, em meio às expectativas de que o banco central americano pode anunciar o início da redução de seu programa de compras de ativos mensais.

A agenda de indicadores econômicos tem previsto para esta quarta-feira o anúncio dos estoques no atacado em julho às 11h (pelo horário de Brasília) e o relatório dos estoques do petróleo do Departamento de Energia dos EUA (DoE, na manhã desta quarta-feira, 11.

No front corporativo, o destaque é que a Verizon Communications, que faz parte do índice Dow Jones, lançou uma venda de US$ 49 bilhões em títulos corporativos, a maior já registrada. Às 9h30 (de Brasília), as ações da Verizon Communications subiam 0,06% no pré-mercado em Nova York.

As ações da Apple recuavam 4,86%, um dia depois de a gigante anunciar dois novos iPhones. O rating da companhia foi rebaixado hoje pelo UBS, Credit Suisse e Bank of America. Os papéis da Texas Instruments perdiam 0,97% após a fabricante de semicondutores reduzir suas perspectiva de resultados no terceiro trimestre.

O Departamento do Tesouro dos EUA faz hoje um leilão de US$ 21 bilhões em T-notes de 10 anos e o resultado será anunciado às 14h (de Brasília). Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsas de aloresNY

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.