Cemig é destaque entre elétricas, aponta HSBC

O HSBC incluiu a Cemig em sua lista de melhores escolhas entre as empresas do setor elétrico nos mercados brasileiro, chinês e indiano. A outra empresa selecionada é a indiana NTPC. Em relatório que analisou 18 companhias dos três países, o HSBC recomendou a compra das ações da estatal mineira. Apesar do expressivo crescimento de 626% de suas ações desde 2002, na avaliação do banco, os papéis da estatal mantêm o cenário de forte alta. Entre os motivos que justificam tal análise está a tendência de crescimento dos retornos em geração com a repactuação dos preços a valores mais elevados, passando de R$ 80 o MWh para R$ 127 o MWh, em 2011. Também contribuem os significativos ganhos com a recente aquisição da Light, desde que a estatal consiga reduzir as perdas técnicas e comerciais e a inadimplência na distribuidora carioca; além da perspectiva de que a Cemig será um dos grupos que vai liderar o movimento de consolidação no setor no Brasil. Ao comentar as elétricas brasileiras, o HSBC sugeriu uma revisão sobre a atratividade dos papéis das empresas. Apesar da estabilidade regulatória, a valorização das companhias segue a média histórica. "Isso sugere uma reavaliação do setor. Dentro do mercado, existem várias companhias que oferecem significativas oportunidades de crescimento futuro com retornos acima da média", explicou o relatório.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.