Cerca de 260 mil contribuintes já declararam IR

O balanço feito pela Receita Federal até as 16h30 de sexta-feira, dois dias depois de o programa da declaração de ajuste anual do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2006, ano-base 2005, ficar disponível pela internet (www.receita.fazenda.gov.br), apontou que aproximadamente 228 mil contribuintes já haviam feito o acerto de contas com o Leão, com estimativas de fechar o dia com 260 mil documentos entregues. A Receita estima receber 22 milhões de declarações até o dia 28 de abril, término do prazo. Como a Receita Federal normalmente vai processando pela ordem as declarações que vão chegando pela internet e libera cerca de 1,2 milhão de restituições do Imposto de Renda no primeiro lote, que, neste ano, será pago no dia 16 de junho, ainda dá tempo de o contribuinte fazer a entrega nos próximos dias, antes que esse número seja atingido. Tudo para tentar ficar entre os que receberão a restituição no bolo inicial. O primeiro lote de devolução do Imposto de Renda tem ainda uma característica especial, por dar preferência à restituição de contribuintes com 60 anos ou mais, com prioridade no recebimento, em atendimento às exigências do Estatuto do Idoso, que prevê tratamento preferencial para pessoas nessa faixa de idade. Cerca de 700 mil idosos e em torno de 500 mil declarantes com menos de 60 anos serão contemplados no primeiro lote, segundo estimativas da Receita. Mas não basta ser idoso ou entregar o documento o quanto antes para garantir rapidamente a restituição. É preciso também que a declaração não contenha erros. Vale lembrar que, entre outras condições, estão obrigados a fazer a declaração de ajuste anual do Imposto de Renda os contribuintes que no ano passado receberam rendimentos tributáveis superiores a R$ 13.968,00, tais como salário, proventos de aposentadoria e pensão, aluguel. Ganhos líquidos até R$ 13.968,00 estão isentos; a partir de R$ 13.968,01 até R$ 27.912,00 serão tributados pela alíquota de 15%, com parcela a deduzir de R$ 2.095,20; acima de R$ 27.912,00, pela alíquota de 27,5%, com parcela a deduzir de R$ 5.584,20. Para quem prefere entregar a declaração em formulário de papel nas agências dos Correios, pagando tarifa de R$ 3,20, a informação de Joaquim Adir, supervisor nacional do Imposto de Renda, é que os formulários estarão disponíveis ainda ao longo desta semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.