Cesp alavanca ganho e reduz dívida

Estamos reiterando nossa recomendação de compra para as ações da CESP e estimamos preço-alvo de R$33,09/mil ações para o final de 2006. Essa meta implica um potencial de apreciação de 65%. Nosso preço-alvo anterior, de R$14,86/mil ações, foi determinado para junho de 2006. Com a proximidade da venda do controle da Transmissão Paulista (TRPL), implementamos mudanças importantes em nosso cenário-base, que agora incorpora aumento de capital de R$ 2 bilhões, em função da capitalização de recursos da privatização da Transmissão Paulista. Nosso preço-alvo anterior não assumia ainda esta capitalização. Além de estarmos trabalhando com risco Brasil de 325 pontos-base, versus 425 pontos-base em nosso relatório anterior, a redução do endividamento (alavancagem) da empresa terá impactos significativos sobre seu custo de capital. Estamos assumindo uma redução do seu custo de dívida em dólares de 13% ao ano para 11% ao ano. O custo do capital próprio da empresa também cairá após a redução da alavancagem. Com a estrutura de capital atual, o beta da empresa é de 1,28, sendo que a redução do endividamento deve permitir uma queda para patamares próximos de 1,0. A estratégia mais adequada no momento parece ser investir agora nas ações da Cesp e estar preparado para acompanhar o aumento de capital que deve ocorrer no segundo trimestre deste ano. Para investidores com menores restrições de liquidez, vale estar posicionado nas ações ON da empresa, negociadas com desconto de 11% em relação às preferenciais - desconto esse que deve se reduzir caso o aumento de capital seja feito apenas em ações ordinárias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.