China: Atividade industrial e de serviços cai em janeiro

A atividade do setor industrial e de serviços da China registrou números decepcionantes em janeiro, realimentando os pedidos para que o governo introduza novas medidas para estimular o crescimento nos próximos meses.

Estadão Conteúdo

01 Fevereiro 2015 | 08h21

Segundo o Escritório Nacional de Estatísticas chinês, o índice PMI de atividade industrial (gerentes de compras) caiu para 49,8 em janeiro, de 50,1 em dezembro. É a primeira vez que o indicador fica abaixo da marca 50 desde setembro de 2012. Um leitura abaixo desse nível significa que a economia está em contração.

O PMI da atividade industrial - calculado com base nas empresas estatais grandes, que tinha sido menos sensíveis até agora à desaceleração da economia - agora está mostrando a mesma fraqueza do índice PMI compilado pelo HSBC. O indicador do banco, considerado como uma medida da atividade das empresas privadas menores do país, também mostrou uma leitura preliminar de 49,8 para janeiro, no fim do mês passado.

Enquanto isso, o índice PMI de atividade do setor de serviços (gerentes de compras) recuou para 53,7 em janeiro, de 54,1 em dezembro, de acordo com os dados oficiais divulgados neste domingo. O resultado foi o mais fraco desde janeiro de 2014. O setor de serviços representa cerca de 48% da economia chinesa e é a maior fonte de empregos no país. A medida inclui o varejo, os setores de aviação e software, bem como o imobiliário e de construção. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
CHINAPMIS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.