Citigroup reduz recomendação de Alcan e Alcoa para "manter"

O Citigroup reduziu a recomendação de ações das fabricantes de alumínio Alcan Inc. e Alcoa Inc. de "compra" para "manter", afirmando acreditar que a demanda por alumínio atingiu o pico e o excesso de oferta da commodity, possivelmente, aparecerá nos próximos dois anos. Em relatório, o banco de investimentos observa que as manchetes dos setores automotivo, aeroespacial e da construção não oferecem "sustentação". Além disso, ao contrário das especulações que circulam pela imprensa, "consideramos improvável que a Alcoa ou a Alcan sejam alvos de aquisição", acrescentam os analistas. O banco se mostrou mais otimista com relação ao mercado de cobre, elevando a recomendação da Freeport McMoRan Copper & Gold de "manter" para "compra". Segundo o Citigroup, a empresa continua a gerar uma das maiores margens e fluxo de caixa livre do setor. Embora a perspectiva de produção no curto prazo seja incerta, na avaliação do banco os resultados da mineradora no segundo semestre devem ser "surpreendentes". As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.