CMVM se reunirá com acionistas da Cimpor na próxima semana

O órgão regulador do mercado financeiro de Portugal, a CMVM, quer determinar se as brasileiras Camargo Corrêa e Votorantim trabalharam juntas quando compraram fatias na cimenteira portuguesa Cimpor, de acordo com informações do diário Jornal de Negócios. Segundo a publicação de Portugal, a CMVM marcou reuniões com acionistas da Cimpor para a próxima semana.

Danielle Chaves, da Agência Estado,

24 de fevereiro de 2010 | 09h13

 

Também hoje a cimenteira francesa Lafarge informou que vai receber ativos de cimento brasileiros em troca da fatia de 17,28% na Cimpor que vendeu para a Votorantim. Os termos do pagamento não foram revelados, tampouco quais ativos, mas a empresa diz que com eles sua produção no Brasil deverá crescer para 7 milhões de toneladas. A companhia francesa

também afirmou que os ativos vão elevar seu Ebitda no Brasil em 85 milhões de euros (US$ 115 milhões) em 2011 e em mais de 100 milhões de euros em 2012. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Cimpor, CMVM, Lafarge

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.