Cobre cede enquanto receio com Grécia pressiona euro

Déficit orçamentário da Grécia no ano passado atingiu 13,6% do PIB do país, acima da estimativa do governo de 12,7%

Danielle Chaves, da Agência Estado,

22 de abril de 2010 | 10h50

Os contratos futuros de cobre estão na defensiva, enquanto os problemas de dívida da Grécia novamente chamam a atenção depois de a agência de estatísticas da União Europeia, a Eurostat, afirmar que o déficit do país foi maior do que o estimado anteriormente pelo governo grego.

 

Às 10h15 (de Brasília), o cobre para julho, o mais negociado, operava em queda de 1,69%, para US$ 3,4975 por libra-peso, na Comex, divisão de metais da Nymex. O contrato para maio recuava 1,58%, para US$ 3,4790 por libra-peso. Na London Metal Exchange (LME) também apresentaram queda.

 

"O principal fator por trás das vendas tem sido o euro muito fraco, em consequência de preocupações com os níveis de dívida de governos da zona do euro e de mais incertezas com a dívida grega", disse Leon Westgate, analista do Standard Bank. A Eurostat afirmou hoje que o déficit orçamentário da Grécia no ano passado atingiu 13,6% do Produto Interno Bruto (PIB) do país, acima da estimativa do governo de 12,7%.

 

O cobre também é pressionado pela queda das bolsas de modo similar ao que acontece quando surgem receios com a Grécia, segundo um operador de Nova York. O operador descreveu as atividades como uma combinação de vendas novas e saída de posições. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
metaiscobreLME

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.