Cobre fecha em alta com enfraquecimento do dólar

Os contratos futuros de cobre fecharam em alta, beneficiados pelo enfraquecimento do dólar após a decepção com o relatório mensal sobre o mercado de trabalho dos EUA. Como os contratos de cobre são negociados na moeda norte-americana, se tornaram mais atrativos para investidores que operam com outras divisas.

Estadão Conteúdo

07 de novembro de 2014 | 19h47

A economia dos EUA criou 214 mil empregos em outubro, menos que as 233 mil vagas previstas. O dado decepcionou parte do mercado, apesar de os números de agosto e setembro terem sido revisados para cima, resultando em 31 mil empregos criados nesses dois meses além do calculado inicialmente. A taxa de desemprego, que é obtida por uma pesquisa separada, diminuiu para 5,8%, a mais baixa desde 2008, ante previsão de estabilidade em 5,9%.

Na sessão viva-voz da tarde na London Metal Exchange (LME), os contratos do cobre para três meses fecharam a US$ 6.715,00 por tonelada, em alta de US$ 55,00 (0,83%). Na Comex, em Nova York, os contratos do cobre para dezembro fecharam a US$ 3,0385 por libra-peso, em alta de US$ 0,0210 (0,70%). Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
cobremetaisaltadólar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.