Cobre sobe em Londres e Nova York

 Às 8h17, o contrato do cobre para julho subia 0,65% para US$ 3,0810 por libra peso

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

24 de maio de 2010 | 08h36

Os metais básicos operam em direções divergentes em Londres, com a liquidez comprometida pelo feriado religioso de Pentecostes em algumas praças europeias. A queda do euro nesta manhã está impondo limites às oscilações de preços.

 

O cobre sobe em Londres e também nas negociações realizadas no pregão eletrônico da Comex, divisão da Nymex em Nova York. Às 8h17 (de Brasília), o contrato do cobre para julho subia 0,65% para US$ 3,0810 por libra peso. 

 

Às 7h46 (de Brasília), o contrato para três meses do cobre negociado na London Metal Exchange (LME) subia US$ 3,25 para US$ 6.843,25 por tonelada.

 

O níquel recuava da máxima em seis dias de US$ 22.103,00 a tonelada atingida na Ásia e no mesmo horário acima era cotado a US$ 21.700,00 a tonelada na LME, alta de US$ 350,00.

 

O zinco subia US$ 13,00 na LME, cotado a US$ 1.903,00 a tonelada, apesar da alta de 20 mil toneladas nos estoques da LME para 586.650 toneladas, o maior nível desde julho de 2005.

 

O alumínio caía US$ 16,00 para US$ 2.039,00 a tonelada; o estanho subia US$ 75,00 para US$ 17.650,00 a tonelada; e o chumbo avançava US$ 3,00 para US$ 1.813,00 a tonelada. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
metaislmecobreeuro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.