Cobre sobe em NY com dados econômicos positivos dos EUA

Os contratos futuros de cobre estão em alta modesta, acompanhando a valorização do mercado acionário após a divulgação de crescimento de construções residenciais e da produção industrial nos EUA em janeiro. Por volta das 13h05 (de Brasília), o contrato mais ativo, de maio, subia 1,80 cent, ou 0,56%, para US$ 3,2575 por libra-peso na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex). O contrato atingiu a máxima de US$ 3,2865 de madrugada, seu nível mais alto desde 27 de janeiro.

Regina Cardeal, da Agência Estado,

17 de fevereiro de 2010 | 13h50

 

As ações reagem em alta aos dados econômicos positivos dos EUA. O índice Dow Jones subia 0,33% a 10.302 pontos. "Os dados globalmente estão mostrando alguma melhora", disse Bill O'Neil, da Logic Advisor. O número de construções residenciais iniciadas em janeiro nos EUA subiu 2,8%, para a taxa anualizada de 591 mil, o nível mais alto desde julho. A expectativa era de 590 mil.

 

O cobre também é usado para muitas aplicações industriais e outro relatório mostrou que a produção industrial em janeiro subiu 0,9%, levemente mais do que a previsão de alta de 0,8%. A utilização da capacidade subiu 0,7 ponto porcentual para 72,6%, como o esperado. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
commoditiesmetaiscobre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.