Coinvalores recomenda ações de CCR e Lojas Americanas

A Coinvalores promoveu duas alterações em sua lista semanal de melhores escolhas (top picks) na Bolsa de Valores de São Paulo. A casa retirou OHL e AmBev da carteira e incluiu CCR e Lojas Americanas. Sobre a CCR, a corretora afirma continuar otimista com o segmento de concessões rodoviárias, destacadamente pela forte geração de caixa do setor. A troca realizada neste mês se deve, de acordo com a Coinvalores, às possibilidades de crescimento das companhias. A casa observa que a CCR está participando de diversos programas de concessões em infra-estrutura, tanto no Brasil como no exterior. Como destaque, está o projeto de concessão da Rodovia Monterrey-Saltillo, México, que deverá ser licitado no dia 16 de outubro. A companhia participa também de outros projetos que deverão ser definidos no médio e longo prazos, dentre eles corretora lista o expresso aeroporto, rodovias nos EUA, concessões rodoviárias no Brasil e projetos para o metrô no México e nos EUA. O preço-alvo, em 12 meses, estipulado para a ação da CCR é de R$ 25,50. Comparando ao preço de fechamento de quarta-feira, R$ 22,94, o potencial de valorização da ação é de 11% até outubro do ano que vem. Para a Lojas Americanas, a corretora calculou um preço-alvo de R$ 110,00, ante fechamento a R$ 94,00 na quarta-feira, o que implica potencial de valorização de 17% em um ano. A Coinvalores observa que vê boas perspectivas para o setor de varejo e para o aquecimento da economia brasileira. Particularmente para a empresa, a corretora destaca seu plano de expansão de lojas, crescimento nas vendas online e expectativa de forte expansão da Americanas.com.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.