Colômbia impede Gerdau de concorrer por usina Paz del Rio

A autoridade antitruste da Colômbia bloqueou a participação da brasileira Gerdau na disputa pelo controle da usina siderúrgica Acerias Paz del Rio, que será leiloada nas próximas semanas. "Uma possível integração entre a Gerdau e a Paz del Rio iria restringir indevidamente a competição", afirmou Jairo Rubio, chefe da agência antitruste colombiana. Segundo ele, a Gerdau tem até a próxima terça-feira para recorrer da decisão.Depois de avaliar os argumentos da Gerdau, a agência pode reconsiderar sua primeira decisão ou impor condições para a brasileira participar da disputa - como separação de parte de suas operações, acrescentou Rubio.A Gerdau atualmente é a maior produtora de aço na Colômbia, depois de ter adquirido duas usinas no país: a Diaco e a Siderúrgica del Pacifico (Sidelpa), em 2005. A Acerias Paz del Rio é a segunda maior fabricante de aço do país. Por outro lado, a agência antitruste aprovou a possível venda da Paz del Rio para a gigante Arcelor Mittal.O governo colombiano - que detém 9,15% da usina - e 6.700 operários e ex-operários da companhia - proprietários de 33,89% - decidiram leiloar suas participações. No mês passado, um grupo não identificado de acionistas anunciou que também iria se desfazer de suas ações, elevando a fatia que irá a leilão para 51,9%. Os diferentes grupos de acionistas estabeleceram o preço mínimo da ação em 52 pesos colombianos (US$ 0,0234), o que representa um valor total de US$ 192 milhões.Além da usina siderúrgica, a Paz del Rio também possui minas de minério de ferro e carvão para coqueificação. Fontes próximas ao processo têm dito que o leilão pode ser realizado na segunda quinzena de janeiro. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.