Com giro fraco, dólar tem máxima após leilão de swap do Banco Central

Demanda de importadores pressionaou moeda que atingiu a máxima de R$ 2,3920, alta de 0,34%

Silvana Rocha, da Agência Estado,

17 de fevereiro de 2014 | 10h37

O dólar à vista oscila em alta desde a abertura e atingiu uma máxima de R$ 2,3920 (+0,34%) após o leilão de swap cambial, pressionado pela demanda de importadores após a moeda à vista cair a R$ 2,3840 na sexta-feira, 14. Com a liquidez reduzida devido ao feriado nos Estados Unidos nesta segunda-feira, a venda integral do lote de US$ 197,6 milhões em swap cambial pelo BC no primeiro leilão do dia foi suficiente para atender essa demanda e a taxa foi pressionada. Além disso, pesa o leve viés positivo do dólar ante moedas de emergentes no exterior, disse um operador de tesouraria de um banco. Às 10h27, o dólar à vista subia 0,25%, a R$ 2,390, após tocar em uma máxima a r$ 2,3920 (+0,34%).

Tudo o que sabemos sobre:
dólarleilão BC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.