Com incerteza sobre eleições, Ibovespa tem dia de queda

Vencimento de opções da Vale e Petrobrás na próxima segunda-feira e viés de baixa no exterior também pressionam a Bolsa brasileira

SILVANA ROCHA, O Estado de S. Paulo

10 de setembro de 2014 | 11h05

A Bovespa abriu sob forte pressão de baixa, dando continuidade à queda de 5,20% acumulada nos últimos cinco pregões. As incertezas em relação à disputa presidencial, porém, mantêm os investidores na defensiva diante da espera por novas pesquisas eleitorais. Outro fator interno que influencia as blue chips Petrobrás e Vale hoje é o vencimento de opções sobre ações na próxima segunda-feira (15/9), já que os agentes têm até esta sexta-feira para se posicionarem para o exercício.

Com isso, a Bolsa passou a cair ainda pela manhã. às 11h20, o Ibovespa - principal índice do mercado acionário - tinha queda de 1,12%, aos 58.022 pontos.

Várias pesquisas eleitorais estão no radar dos agentes financeiros. Uma sondagem do Datafolha, que inicialmente era esperada ontem, deve ser divulgada hoje à noite no Jornal Nacional, da Rede Globo. Pesquisa nacional do Ibope também poderá ser divulgada a partir de hoje assim como um levantamento do Vox Populi.

No exterior, a agenda é fraca e os índices futuros das bolsas de Nova York exibem quedas moderadas, o que também ajuda a pressionar o pregão doméstico. O Dow Jones caía 0,27%; o S&P500 recuava 0,25% e o Nasdaq, -0,04%.

Na Europa, com exceção dos leves ganhos da bolsa de Londres há pouco, os demais índices acionários também caíam em meio a preocupações com a crise na Ucrânia. Há ainda expectativa com a votação do plebiscito na Escócia no próximo dia 18 de setembro, uma vez que as últimas pesquisas mostram uma disputa cada vez mais acirrada entre o "sim" e o "não" pela separação do país do Reino Unido.

Na Bolsa da Espanha, o estava destaque é a morte do presidente do Santander, Emílio Botin, o que pesa sobre as ações do banco. Ana Patricia Botín, filha de Emilio Botín, é citada como a possível substituta do pai no cargo máximo do Banco Santander. A decisão sobre a sucessão deverá ser tomada ainda esta tarde em reunião do conselho em Madri. Às 10h30, os papéis do Santander caíam 0,68% na Bolsa de Madri, enquanto a Unit do Santander na Bovespa estava em baixa de 0,89%, em linha ainda com as perdas registradas pelos papéis do setor financeiro.

Tudo o que sabemos sobre:
BovespaPetrobraseleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.