Com leilões e produção industrial, dólar opera em queda

Cotação da moeda norte-americana à vista renova mínimas no pregão desta terça-feira

Luciana Antonello Xavier e Silvana Rocha, Agência Estado - Texto atualizado às 11h57

11 de março de 2014 | 10h05

SÃO PAULO - O dólar opera em queda ante o real nesta terça-feira, 11, influenciado pelo resultado da produção industrial de janeiro, que veio dentro do esperado e ajuda a tirar pressão dos negócios. A produção industrial mostrou alta de 2,9% ante dezembro e queda de 2,4% em relação a janeiro de 2013.

A cotação da moeda à vista também é influenciada pelos leilões realizados pelo Banco Central. Por volta de 10h, logo após o Banco Central anunciar a venda integral do lote de US$ 173,2 milhões em swap cambial (4 mil contratos) ofertado no leilão diário, o dólar à vista testou mínima, cotado a R$ 2,3420 (-0,43%) no balcão. Em queda, o dólar não acompanha o desempenho de outras moeda emergentes, como o rand sul africano e a lira turca, que operam em alta.

Por volta de 11h20, o dólar à vista volta a renovar a mínima do dia, cotado a R$ 2,340, em queda de 0,51%. A queda foi ampliada por influencia do início da rolagem parcial do vencimento de swap cambial de abril. O BC realiza a segunda tranche dessa rolagem.

Tudo o que sabemos sobre:
dólarprodução industrial

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.