Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Bolsa registra alta de 1,64% e dólar fecha a quinta-feira estável, a R$ 3,86

Na leitura do mercado, o candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT) não mostrou o crescimento esperado, o que trouxe certo alívio aos negócios

Silvana Rocha, Ana Luísa Westphalen e Altamiro Silva Junior, O Estado de S.Paulo

28 Junho 2018 | 11h35
Atualizado 28 Junho 2018 | 17h40

Depois de ter subido 2% ontem, o dólar à vista recuou e fechou o dia em baixa de 0,37%, a R$ 3,8593, mesmo sem intervenção do Banco Central. Na leitura do mercado, o candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT), que é visto pelos agentes como um risco por seu perfil considerado heterodoxo e antirreformista, não mostrou o crescimento esperado, o que trouxe certo alívio aos negócios em Bolsa, dólar e juros.

+ Banco Central vê PIB menor em 2018 e reduz projeção para 1,6%

Na última quarta-feira, 28, ao contrário, a moeda subiu 2% mesmo com a injeção de US$ 2,4 bilhões em leilões de linha (venda de dólar à vista com compromisso de recompra). Ajuda para a queda do dólar o cenário externo mais tranquilo. A moeda norte-americana também opera em baixa ante as principais divisas de emergentes.

Já o Ibovespa, principal índice de ações da B3, fechou o dia em alta de 1,64%, aos 71.766,52 pontos, acompanhando o movimento positivo das bolsas dos Estados Unidos.

+ Sem Lula, Bolsonaro lidera com 17%, diz CNI/Ibope

Pesquisa. A sondagem, realizada pelo Ibope em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), mostrou que na pergunta estimulada com lista de nomes, sem considerar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Jair Bolsonaro lidera, com 17% das intenções de voto, seguido por Marina Silva, com 13%. Na sequência, aparecem Ciro Gomes (8%) e Geraldo Alckmin (6%). Na pesquisa estimulada com Lula, o petista assume a dianteira, com 33%, seguido de Bolsonaro (15%), Marina (7%) e Alckmin e Ciro (ambos com 4%).

A pesquisa Ibope/CNI analisou todo o território brasileiro. O levantamento foi feito de 21 a 24 de junho com 2 mil pessoas em 128 municípios. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-02265/2018. A margem de erro é de dois pontos porcentuais. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.