Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

Com Vale, Bolsa avança e atinge maior nível desde abril de 2011

Novo acordo de acionistas da mineradora levou à forte alta de seus papéis e beneficiou também empresas que detêm participação na companhia

Paula Dias, O Estado de S.Paulo

20 de fevereiro de 2017 | 19h20

As ações da mineradora Vale tiveram um pregão de fortes altas nesta segunda-feira, 20, e conduziram o Índice Bovespa a uma alta de 1,16%, aos 68.532,85 pontos. O dólar, por sua vez, encerrou a sessão em queda de 0,23%, aos R$ 3,0887.

Novo pico de 2017, esse patamar é o mais alto desde 8 de abril de 2011 (68.718 pontos). Em dia de feriado nos Estados Unidos, a principal notícia do dia foi o anúncio do esperado acordo de acionistas da mineradora, que vai pulverizar o controle da companhia e a levará ao segmento Novo Mercado da BM&FBovespa. Segundo analistas, a mudança trará melhor governança para a mineradora, o que pode reduzir seus custos e atrair mais investidores.

Em consequência das notícias, Bradespar PN, que faz parte do bloco de controle da Vale, disparou e se manteve no topo das altas do Ibovespa durante todo o dia. Ao final do dia, a lista de maiores valorizações do índice ficou com Bradespar PN (+16,62%), Vale ON (+6,93%) e Vale PNA (+6,17%). Além da notícia do acordo, os papéis da Vale e do setor siderúrgico contaram com a influência do minério de ferro, que subiu 2,7% no mercado à vista chinês. Influenciadas pela Vale e pelo preço do minério, CSN ON (+1,52%) e Gerdau PN (+0,98%) também se destacaram. As ações da Petrobras avançaram 2,15% (ON) e 1,99% (PN), em linha com a alta dos preços do petróleo.

"O dia foi de Bradespar e Vale, que tiveram noticiário específico, além das variações do minério de ferro. Mas foi possível observar outros grupos de ações se destacando, como construção e varejo, refletindo a expectativa pela queda de juros", disse Fernando Góes, analista da Clear Corretora.

A segunda-feira também foi de exercício de opções sobre ações, que movimentou R$ 5,21 bilhões e inflou o volume de negócios na Bovespa para R$ 11,13 bilhões. As máximas do dia foram registradas à tarde, depois do período de exercício. O Ibovespa chegou a 68.673,90 pontos (+1,37%). Com o resultado de hoje, o índice passa a contabilizar alta de 5,97% no mês e de 13,79% no acumulado do ano. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.