Como economizar com o condomínio?

Cuidado. O custo do condomínio pode ser um segundo aluguel. Desde o Plano Real, o condomínio está avançando mais do que a inflação, principalmente, por conta dos custos de serviços. E não é nada fácil conseguir fugir desta despesa. Veja as dicas do Procon-SP para diminuir despesas com seu condomínio: Regra geral, quanto maior o número de apartamentos em um prédio, menor o condomínio; pense nisso antes de comprar ou alugar um imóvel; Presença de piscina, quadra de esporte, playground e outros benefícios geram maior custo de manutenção; Elevadores com sistema inteligente, com selecionador de paradas e capacidade de determinar a unidade mais próxima para atender a chamada, colaboram com a redução do consumo de energia elétrica; Muros altos e portões automáticos na garagem indicam menos gastos com segurança, assim como sistemas de segurança automatizado, com câmeras de vídeo; A posição da portaria também deve permitir que uma mesma pessoa controle os acessos de pedestre e da garagem; As despesas com luz e água costumam ser mais uniformes; observe, no entanto, que iluminação fluorescente é mais econômica que a incandescente; Utilizar racionalmente a água, evitando desperdícios e vazamentos; Realizar vistorias periódicas nas partes elétrica e hidráulica da edificação; Pesquisar preços na aquisição de qualquer material; e participar efetivamente das assembléias do condomínio. As despesas do condomínio são classificadas em duas categorias: as ordinárias e extraordinárias. As ordinárias são relativas à manutenção do condomínio, como salários, encargos trabalhistas, manutenção de elevadores e pequenos reparos. Estas despesas devem ser pagas pelo morador, seja proprietário ou inquilino. As despesas extraordinárias são obras que envolvam a estrutura integral da edificação, como instalação de guarita, compra de elevadores, pintura de fachada, instalação de equipamentos de segurança e lazer. Estas cabem exclusivamente ao proprietário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.