Compra da Inco faz banco elevar previsões para Vale

O banco de investimentos Bear Stearns elevou em US$ 3, para US$ 35, o preço-alvo dos ADRs (recibos de ações negociados nos EUA) da Vale ao final de 2007. Segundo a instituição, a aquisição da Inco deve acrescentar US$ 3,90 bilhões ao Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortizações) consolidado da mineradora previsto para 2007 e US$ 0,60 ao lucro por ADR, no mesmo intervalo. Para 2008, a instituição financeira prevê acréscimo de US$ 2,95 bilhões ao Ebitda e de US$ 0,35 ao lucro por ADR. De acordo com as novas projeções, a Vale deve ter Ebitda de US$ 13,537 bilhões em 2007 e de US$ 13,063 bilhões no ano seguinte. O lucro por ADR deve ficar em US$ 3,50 nos dois anos. Além da aquisição da Inco, essas elevações refletem, em menor extensão, aumentos das estimativas para os preços de minério de ferro.As novas previsões assumem um preço de aquisição da Inco de US$ 18 bilhões, um custo de crédito de 6,5% e uma taxa de imposto combinada de 24%. Do lado da receita, o Bear assume US$ 11 por libra de níquel em 2007 e de US$ 9 por libra em 2008, e volumes de 255 mil a 260 mil toneladas. "Nós calculamos um retorno sobre capital investido de 15% em 2007 e 2008 para a aquisição da Inco, bem acima do custo de capital da Vale, que estimamos em 10%", afirmaram em relatório os analistas Daniel C. Altman, Marina Rohe e Paul J. Rosenberg.Segundo os especialistas, o níquel tem os fundamentos mais fortes entre todos os metais. Entre os fatores positivos estão os níveis de estoque extremamente baixos, correspondentes a dois dias de consumo; a alta concentração da produção, já que os cinco maiores produtores controlam 60% da oferta; poucos projetos novos de larga escala; persistentes déficits de oferta, por causa de restrições relacionadas a equipamentos, força de trabalho e meio ambiente; forte demanda por produtos de aço inoxidável, sustentada por preferências dos consumidores e pela urbanização na China e na Índia; o uso crescente de ligas de níquel; e a capacidade de fabricantes de aço inoxidável de repassar aumentos dos preços do metal.O relatório destaca que a Vale continua sendo a top pick geral do banco e que a aquisição da Inco é "significativamente positiva". Os negócios de minério de ferro, afirmam os analistas, também continuam apresentando crescimento elevado e margens robustas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.