Compra do Grupo Ipiranga é estimada em US$ 4 bilhões

A Petrobras, a Braskem e a Ultrapar divulgaram comunicado conjunto esta manhã, complementando que o valor da compra dos ativos do Grupo Ipiranga é estimado em aproximadamente US$ 4 bilhões (R$ 8,4 bilhões).?Em linha com seu planejamento estratégico, a Petrobras reforça sua presença ativa na petroquímica nacional, consolida suas posições na distribuição, especialmente no Norte, Nordeste e Centro-Oeste, e amplia sua presença nos vários segmentos em que atua?, afirmou em comunicado o presidente da estatal, José Sérgio Gabrielli de Azevedo.?Com esta aquisição ampliamos significativamente nossas operações na área de distribuição de combustíveis, passando a ter duas grandes marcas na distribuição de derivados de petróleo: Ultragaz e Ipiranga", disse, no aviso, o presidente do Grupo Ultra, Pedro Wongtschowski.?Esta nova etapa da consolidação do setor petroquímico traz um potencial importante de crescimento para a Braskem, com um novo patamar de competitividade e rentabilidade para os nossos negócios?, complementou José Carlos Grubisich, presidente da Braskem, no aviso. ?Com essa iniciativa, a Braskem dá um passo decisivo no rumo de se tornar uma das dez principais empresas petroquímicas internacionais em valor de mercado?.Pelos termos do negócio, o Grupo Ultra ficará com a rede de distribuição de combustíveis do Grupo Ipiranga nas regiões Sul e Sudeste e continuará operando com a marca Ipiranga. A Petrobras assumirá a rede de distribuição da Ipiranga no Norte, Nordeste e Centro-Oeste e terá até cinco anos para uso da marca Ipiranga, período em que será substituída gradualmente pela marca Petrobras Distribuidora.No setor petroquímico, a Braskem passará a deter 60% dos ativos do Grupo Ipiranga no segmento e reforçará sua posição de controle na Copesul. A Petrobras terá a fatia restante de 40%. Em refino, as operações da Ipiranga no Rio Grande do Sul serão controladas, em partes iguais, pela Petrobras, pelo Grupo Ultra e pela Braskem, que se comprometem a dar continuidade às atividades."O compromisso histórico da Ipiranga com o Rio Grande do Sul e com o Brasil será mantido pela Petrobras, Grupo Ultra e Braskem. Haverá também continuidade nas atividades e programas de cunho social, cultural e ambiental."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.