Compras do BC elevam reservas em US$ 54 milhões em fevereiro até dia 5

O Banco Central (BC) reduziu drasticamente o ritmo de compra de dólares no mercado cambial à vista. Dados divulgados hoje mostram que as intervenções diárias do BC fizeram as reservas internacionais crescer US$ 54 milhões na primeira semana de fevereiro, entre os dias 1º e 5. Na média, o impacto das compras da autoridade monetária nas reservas foi de US$ 10,8 milhões em cada dia da semana. O valor é 87,9% menor que a média de janeiro, que somou US$ 89,9 milhões.

Fernando Nakagawa, da Agência Estado,

10 de fevereiro de 2010 | 13h21

 

A redução do ritmo das compras do BC coincide com a preocupação do mercado internacional com a situação fiscal de países europeus e a subida das cotações da moeda norte-americana no Brasil.

 

Na semana passada, o dia com o menor volume foi a segunda-feira (dia 1º), quando apenas US$ 2 milhões foram agregados às reservas. Esse movimento se refere ao leilão realizado dois dias úteis antes, em 28 de janeiro, já que a liquidação dessas operações ocorre dois dias depois. O dia com maior volume foi a quinta-feira (dia 4), quando a compra de dólares aumentou as reservas em US$ 30 milhões.

Tudo o que sabemos sobre:
BCreservas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.