Comunicado do BC dos EUA agrada e juro na BM&F cai

Os juros futuros no Brasil abriram o dia em queda e permaneceram assim durante todo o pregão da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), em especial após o comunicado do Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos), que sinalizou para um possível fim do ciclo de apertos monetários nos EUA. O contrato de depósito interfinanceiro (DI) com vencimento para janeiro de 2008, o mais negociado na BM&F, registrou taxa de 15,24% ao ano no fechamento dos negócios. Ontem a projeção estava em 15,48% ao ano. O comunicado divulgado após a reunião do Fed, que explicou a decisão de elevar a taxa de juro americano em 0,25 ponto porcentual, para 5,25% ao ano, provocou entusiasmo nos mercados. O documento destacou o fato de que a desaceleração econômica está segurando a inflação nos EUA e, com isso, deixou a sensação de que o ciclo de aperto monetário está chegando ao fim. "Se é que ainda não chegou", observa um operador. Diante dessa percepção, os mercados reagiram com ordens de compra de ações nas bolsas lá fora e aqui. E, no mercado de juros, com venda de taxa.

Agencia Estado,

29 de junho de 2006 | 16h13

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.