Conheça os cuidados necessários para alugar seu imóvel

O aluguel é uma importante fonte de rentabilidade de investimentos em imóvel. Mas é preciso que o proprietário tenha uma série de cuidados para não ver esta rentabilidade cair, o que pode resultar em péssimo retorno para seu investimento. Uma norma básica do mercado é exigir que o aluguel não comprometa mais que 30% do salário do locatário. O proprietário ou seu representante legal deve pedir ao locatário e ao fiador (se esta for sua opção de garantia de recebimento) as certidões pessoais, para verificar a idoneidade dos mesmos. São certidões pessoais: certidão dos distribuidores de protesto, certidão dos distribuidores cíveis, certidões dos distribuidores da Justiça Federal e certidão dos distribuidores de executivos fiscais. No caso de haver alguma ação, é preciso pedir uma certidão explicativa, também chamada de certidão de objeto e pé, para conhecer o teor do problema e se tomar uma decisão mais adequada se os interessados têm ou não problema de crédito. Em relação ao fiador, é preciso pedir a matrícula atualizada do imóvel de sua propriedade, dado como garantia da fiança, para avaliar, além da inexistência de dívidas que comprometam a efetivação da fiança, em caso de necessidade, o seu valor de mercado, que deve ser compatível com o valor do aluguel. Os riscos com inadimplência diminuem se a locação tiver um bom fiador, inclusive no que se refere a seu nível de renda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.