Conheça os custos dos consórcios

O consórcio pode ser mais barato que o financiamento, mas também conta com custos. O maior deles, é a taxa de administração, que remunera a empresa administradora. Em média, essa taxa é de 12,5% para veículos, de 15% para motocicletas e de 17% para imóveis. Mas algumas administradoras cobram bem mais do que isso. Você deve pesquisar essa taxa no site do Banco Central (http://www.bcb.gov.br/FIS/Consorcios/port/administ.asp), que fiscaliza o setor. Um outro custo do consórcio é a taxa de adesão, que algumas vezes não é cobrada. No caso de imóveis, ela gira em torno de 2%. Para os eletrodomésticos e automóveis, varia entre 1% e 2%. Essa taxa precisa estar especificada no contrato e é cobrada apenas uma vez. Pode também ser incluída na primeira mensalidade ou cobrada no momento da contratação do consórcio. No segmento de imóveis, ela pode ser divida nas três primeiras mensalidades. O fundo de reserva também pode não ser cobrado e costuma variar entre 2% e 5% do valor do bem. É um fundo que será usado para cobrir problemas de caixa provocados por inadimplência ou desistência. No final do grupo, seu saldo remanescente deve ser devolvido. A administradora deve prestar contas dos gastos realizados com esse fundo. Outro custo do consórcio é o seguro. Algumas administradoras fazem seguro de vida dos cotistas ou seguro por quebra de garantia. Como isso faz aumentar os custos, os próprios cotistas precisam aprovar o seguro na assembléia de constituição do grupo. O seguro por quebra de garantia cobre a falta do bem ou do consorciado.No caso de consórcio de automóvel, por exemplo, se o bem for roubado e o consorciado não tiver contratado um seguro, o seguro por quebra de garantia cobre o prejuízo, já que o bem é a própria garantia do consorciado, e as mensalidades do consórcio continuam a ser cobradas. As taxas desse seguro são, em média, de 0,084% do valor da prestação.

Agencia Estado,

19 de janeiro de 2006 | 10h28

Tudo o que sabemos sobre:
cartilhacrédito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.