Construção de hidrelétricas em RO é foco da Odebrecht em 2006

O projeto de construção de duas hidrelétricas no Rio Madeira, em Rondônia, avaliado em US$ 10 bilhões, é o grande foco da Construtora Norberto Odebrecht para este ano, segundo informou hoje o presidente da empresa, Marcelo Bahia Odebrecht. A expectativa do executivo é de que a licitação da obra saia ainda neste ano.?Este deve ser o maior empreendimento no Brasil desde a época de Itaipu?, destaca. Segundo o executivo, a construtora está discutindo a formação de um consórcio com Furnas e outros investidores e adianta que a participação da Odebrecht deve ficar entre 30% e 40%.O presidente da Odebrecht disse ainda que atualmente a empresa só está tocando projetos no Brasil como prestador de serviços e não como investidor. ?Mas estamos acompanhando outros projetos de PPPs, como o emissário da Embasa, em Salvador, que acabamos de entregar uma proposta, a MG-50, em Minas Gerais, além de projetos de PPPs em nível federal, como a BR-163.?A previsão do executivo é de que a área de construção do grupo Odebrecht alcance faturamento de R$ 7 bilhões em 2006, ante receita pouco abaixo de R$ 6 bilhões registrada no ano passado. Do total, entre 70% e 80% devem ser oriundos de projetos no exterior, índice que deve se manter nos próximos anos.Segundo o empresário, que participou hoje do debate ?O financiamento da infra-estrutura: experiência internacional e modelo?, realizado no âmbito do Fórum Projeto Brasil, as Parcerias Público-Privadas (PPPs) têm avançado pouco no Brasil, apesar do cenário positivo pintado pelo governo. O executivo destaca que a empresa participa de projetos no exterior que beiram US$ 5 bilhões, com destaque para Portugal, Equador e Peru, mas ainda não colocou nenhum centavo em projetos de PPP no Brasil.A avaliação do executivo é de que a questão estrutural é o grande entrave para esse tipo de investimento. ?Acredito que será mais fácil chegar a US$ 10 bilhões em investimentos fora do que conseguir chegar a R$ 1 milhão aqui?, ironizou.

Agencia Estado,

20 de junho de 2006 | 16h04

Tudo o que sabemos sobre:
empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.