Consultor do BC chinês vê pressão da inflação para nova alta do juro

Segundo o integrante do Banco do Povo da China, o aumento das taxas anunciado na semana passada não terá grande impacto no mercado imobiliário interno

Danielle Chaves, da Agência Estado,

25 de outubro de 2010 | 09h20

A China ainda está enfrentando pressão da inflação para uma nova alta nas taxas de juros, afirmou Xia Bin, consultor do Banco do Povo do país (PBOC, banco central chinêss), ao jornal Beijing News. Segundo Xia, a China vai basear uma decisão de elevar novamente os juros na situação da inflação.

A decisão do bc chinês de aumentar a taxa de  juros de referência para empréstimos e depósitos para um ano em 0,25 ponto porcentual, anunciada na semana passada, não terá um grande impacto no mercado imobiliário doméstico, afirmou  Xia ao jornal. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.