Copasa é alternativa atraente em infra-estrutura

Estamos iniciando a cobertura de Copasa - Companhia de Saneamento de Minas Gerais - com recomendação de compra e e preço-alvo de R$ 37, implicando potencial de valorização de 51,9% sobre o fechamento de 03 de março de 2006. Nosso preço-alvo foi calculado através da metodologia do fluxo de caixa descontado. A Copasa possui como objeto social as atividades de planejamento, elaboração de projetos, execução, ampliação, remodelagem, administração e exploração de serviços de saneamento, principalmente serviços públicos de abastecimento de água e esgotamento sanitário. Forte Aumento de Margem EBITDA - A margem EBITDA (ganhos apurados antes do pagamento de juros, impostos, depreciações e amortizações, na sigla em inglês) da companhia apresentou ganho de 7 pontos porcentuais em três anos devido à recomposição tarifária e ao controle dos custos. O EBITDA deve crescer 12,5% anualmente entre 2005 e 2010. Perspectiva de Crescimento - Para os próximos exercícios, a companhia deve continuar apresentando crescimento no volume faturado de água e esgoto por passar a atender localidades nas quais já possui concessão mas ainda não opera, além de aumentar o percentual de atendimento à população nas concessões em que já atua. A companhia também pode, no futuro, adicionar novos municípios a sua área de atuação e passar a prestar serviços de esgotamento sanitário nos municípios que atualmente presta apenas serviços de abastecimento de água. Elevado Potencial de Alavancagem - Sua relação dívida líquida sobre EBITDA 2006 de 1,34x é inferior à de Sabesp. Da dívida total, 87% está referenciada em moeda local, com grande parte indexada aos índices de TR e TJLP que possuem, portanto, menor custo financeiro. Maior rentabilidade do setor - A empresa já se destaca no setor como a companhia de melhor rentabilidade sobre o patrimônio líquido, 14,5%. Baixa Inadimplência - Destaca-se ainda seus baixos índices de inadimplência, de apenas 3,5% sobre a receita líquida em 2005. Baixo risco de racionamento - A companhia possui baixo risco de desabastecimento, pois só utiliza cerca de 50% do volume autorizado para utilização dos mananciais. Risco regulatório reduzido - Em relação às concessões, a companhia possui uma situação bem mais confortável que a da Sabesp. Com cinco municípios que representam mais de 50% da receita total da companhia, a Copasa possui contratos ou convênios, cujas datas de vencimentos são posteriores a 2022.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.