Copasa quer investir R$ 3,8 bilhões até 2010

A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) pretende investir R$ 3,8 bilhões até 2010, segundo informações divulgadas hoje em teleconferência com analistas de mercado. O presidente da companhia, Márcio Nunes disse que uma das principais metas é iniciar operações, já a partir de dezembro do próximo ano, em todos os municípios em que já possui contratos de concessão assinados. Nesta situação, encontram-se 26 operações de água e 92 na área de esgotamento sanitário. Com o início das atividades, a expectativa é de que o aumento na receita anual atingirá R$ 67 milhões.Segundo ele, a Copasa também pretende expandir a atuação a partir da obtenção de novas concessões de esgoto nos 434 municípios onde já opera água, nos próximos quatro anos. Destes, foram selecionados no curto prazo 51 cidades que possuem população superior a 15 mil habitantes, dos quais já foram celebrados seis contratos. Os novos contratos de concessão de água deverão ser obtidos em 33 cidades.Outra expectativa citada pelo executivo é o de iniciar o tratamento de esgoto nos municípios em que este é apenas coletado, o que permitirá cobrar a tarifa integral. A implantação de estações de tratamento em todos os municípios deverá aumentar a receita em R$ 72 milhões.

Agencia Estado,

09 de agosto de 2006 | 17h12

Tudo o que sabemos sobre:
empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.