Copom divulga ata que deve influenciar os mercados

São Paulo, 26 de outubro - Apesar da agenda cheia nos Estados Unidos hoje, a divulgação mais importante para os mercados domésticos acontece mesmo no Brasil: é a ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), quando a taxa básica de juros da economia (Selic) foi reduzida em meio ponto porcentual, para 13,75% ao ano. O mercado espera poder avaliar, a partir da leitura da ata, como serão as próximas decisões de política monetária no País. Nos EUA, discursos de dirigentes do Federal Reserve (banco central norte-americano), um dia após reunião em que foi decidida a manutenção da taxa de juros em 5,25% ao ano, devem concentrar as atenções. Os indicadores, contudo, também são importantes, já que os investidores ainda procuram entender se a economia caminha para uma desaceleração confortável ou uma desaceleração brusca (e pior para os negócios, portanto). O principal indicador de hoje é o número de vendas de residências novas. Ontem, o BC dos EUA afirmou que a desaceleração econômica atual reflete em parte o arrefecimento do mercado de moradia. BC/Copom - O Banco Central (BC) divulga às 8h30 a ata da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do dia 18. Fipe/IPC - A Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) divulga às 7 horas o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da terceira semana de outubro. EUA/Imóveis - Às 11 horas (horário de Brasília), o Departamento do Comércio norte-americano divulga os dados de vendas de residências novas em setembro. EUA/Discursos - O presidente do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) de Nova York, Timothy Geithner, fala sobre "as implicações de uma economia global em evolução para os bancos centrais" às 10 horas (horário de Brasília), durante conferência na Universidade Columbia, em Nova York. Às 13h20 (horário de Brasília), o diretor do Fed Randall Kroszner fala durante conferência sobre regulamentação bancária e finanças corporativas, promovida em Washington pelo Journal of Finance Intermediation e pelo Banco Mundial. Há informes não confirmados de que o presidente do Fed de Minneapolis, Gary Stern, fala às 17h10 (horário de Brasília), mas não há detalhes disponíveis sobre tema e local. EUA/Desemprego - Às 9h30 (horário de Brasília), o Departamento do Trabalho norte-americano divulga o número de pedidos de auxílio-desemprego feitos na semana até 21 de outubro. EUA/Encomendas - O Departamento do Comércio norte-americano divulga às 9h30 (horário de Brasília) o indicador de encomendas de bens duráveis em setembro. EUA/Gás - Às 11h30 (horário de Brasília), o Departamento de Energia (DoE) dos Estados Unidos divulga o nível dos estoques de gás natural na semana até 20 de outubro. EUA/Moeda - Às 17h30 (horário de Brasília), o Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) divulga os dados da oferta monetária na semana até 16 de outubro. IBGE/Desemprego - O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga às 9h30 a taxa de desemprego brasileira de setembro. FGV/Consumidor - A Fundação Getúlio Vargas (FGV) apresenta às 8 horas o resultado da sondagem ao consumidor, de outubro. EUA/Balanços - As empresas norte-americanas Aetna, Bristol-Myers Squibb, Bunge, Chubb, Dow Chemical, Exxon Mobil, Kellogg, Lattice Semiconductor, Lear, MedImmune, Microsoft, Newell Rubbermaid, NYSE Group, Raytheon, Sprint Nextel, Sun Microsystems e US Airways divulgam seus balanços do terceiro trimestre deste ano.

Agencia Estado,

26 de outubro de 2006 | 07h00

Tudo o que sabemos sobre:
agenda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.