Copom eleva Selic em 0,50 ponto porcentual, para 10,75% ao ano

Segundo o colegiado do BC, a decisão irá contribuir para intensificar a redução de riscos para o cenário de inflação

Fernando Nakagawa, da Agência Estado,

21 de julho de 2010 | 20h20

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu hoje elevar a taxa Selic para 10,75% ao ano, o que representa um aumento de 0,5 ponto porcentual, em viés. A decisão foi unânime. Segundo o colegiado do BC, a decisão irá contribuir para intensificar a redução de riscos para o cenário de inflação.

"Avaliando a conjuntura macroeconômica e as perspectivas para a inflação, o Copom decidiu, por unanimidade, elevar a taxa Selic para 10,75% ao ano, sem viés. Considerando o processo de redução de riscos para o cenário inflacionário que se configura desde a última reunião do Copom, e que se deve à evolução recente de fatores domésticos e externos, o Comitê entende que a decisão irá contribuir para intensificar esse processo", diz o documento divulgado após a decisão.

Nas duas últimas reuniões do comitê, em 28 de abril e 9 de junho deste ano, o juro básico da economia brasileira foi elevado Em 0,75 ponto porcentual, iniciando o atual ciclo de alta após a taxa ter ficado estável em 8,75% desde julho de 2009.

A decisão de hoje (a quinta reunião do Copom deste ano) surpreendeu a maior parte dos analistas financeiros. De acordo com sondagem da Agência Estado feita com 64 instituições financeiras, 56 esperavam a elevação da Selic para 11%; apenas oito instituições previam um ajuste de 0,5 ponto porcentual no juro, para 10,75% ao ano.

A próxima reunião do Copom está marcada para os dias 31 de agosto e 1º de setembro. A ata da reunião de hoje será divulgada pelo BC na quinta-feira da próxima semana, dia 28.

Tudo o que sabemos sobre:
JurosSelicCopom

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.