Correção: Ibovespa sobe 0,56% e retoma 68 mil pontos

O texto enviado anteriormente contém uma incorreção. O ganho acumulado do Ibovespa na semana foi de 3,51% e não de 2,27%. Segue a versão corrigida:

CLAUDIA VIOLANTE, Agencia Estado

18 de fevereiro de 2011 | 19h46

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) teve mais um pregão sem graça e de volume fraco, mesmo com o vencimento de opções sobre ações na próxima segunda-feira. O índice Bovespa (Ibovespa), no entanto, retomou os 68 mil pontos, patamar que não registrava desde o final de janeiro. As ações dos bancos e da Vale caíram, enquanto as das siderúrgicas e da Petrobras subiram. As construtoras voltaram a se destacar entre as altas.

O Ibovespa terminou o dia com ganho de 0,56%, aos 68.066,82 pontos, maior nível desde os 68.709,22 pontos de 26 de janeiro. Na máxima, atingiu 68.226 pontos (0,80%) e, na mínima, 67.386 pontos (-0,44%). Na semana, o índice subiu 3,51%. No mês, a Bolsa acumula alta de 2,24% e, no ano, perda de 1,79%. O giro financeiro totalizou R$ 5,657 bilhões. Os dados são preliminares.

A Bovespa mirou o mercado norte-americano, que operava em alta comedida. Na próxima segunda-feira é feriado do Dia do Presidente nos EUA e os investidores evitaram assumir posições. Às 18h21, o Dow Jones subia 0,39%, o S&P-500 caía 0,03% e o Nasdaq recuava 0,14%.

No Brasil, na segunda-feira, ocorrerá o vencimento de opções sobre ações, que normalmente traz mais volatilidade às blue chips. Vale e Petrobras fecharam em trajetórias opostas hoje: Vale ON, -1,02%, PNA, -0,73%, Petrobras ON, +0,95%, e PN, +0,44%. A estatal do petróleo anunciou hoje que buscará no mercado financeiro US$ 17 bilhões até 2014 para cumprir seus investimentos. Na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês) o contrato do petróleo para março caiu 0,19%, a US$ 86,20, e, em Londres, os metais subiram.

As maiores altas do índice ficaram com papéis da construção civil: MRV ON (+4,47%), PDG ON (+4,46%) e Rossi ON (+4,14%). Registraram as maiores quedas BM&FBovespa ON (-1,76%), Cosan ON (-1,60%) e MMX ON (-1,33%).

Tudo o que sabemos sobre:
bolsaIbovespaaçõesPetrobrasVale

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.