Estadão
Estadão

Bolsa cai 0,55% com crise política

Ações da Vale e Petrobrás ajudaram a aliviar baixa no Ibovespa, que se manteve no patamar dos 50 mil pontos nesta quinta-feira

Claudia Violante, O Estado de S. Paulo

06 de agosto de 2015 | 18h12

SÃO PAULO - Após a alta registrada nesta quarta-feira, a Bolsa voltou a operar em queda, em função da crise política no País. O resultado das ações da Vale  e Petrobrás, porém, ajudou a aliviar a baixa no Ibovespa, que se manteve no patamar dos 50 mil pontos. Nesta quinta-feira, o índice terminou a sessão em queda de 0,55%, aos 50.011,32 pontos.

Na mínima, o Ibovespa marcou 49.624 pontos (-1,32%) e, na máxima, 50.534 pontos (+0,49%). No mês, acumula perda de 1,68% e, no ano, está praticamente estável, com +0,01%. O giro financeiro totalizou R$ 7,027 bilhões 

As ações da Petrobrás subiram 4,28% na ON e 3,10% na PN, em dia de divulgação do balanço trimestral da empresa e na contramão do petróleo, que fechou em baixa de 1,8%, a US$ 44,66 o barril. Vale, por sua vez, avançou 3% na ON e 1,82% na PN. 

Esses dois papéis ajudaram a aliviar a queda do índice, pautada na pesquisa Datafolha que mostrou piora na avaliação da presidente, no esfacelamento da base aliada, com a saída de PTB e PDT do grupo, e a tensão em torno da possibilidade crescente de impeachment. 

Segundo o Datafolha, a reprovação à presidente Dilma atingiu 71% dos brasileiros, se tornando, assim, o presidente mais impopular desde o início da série histórica do levantamento, em 1990. 

Não bastasse isso, o governo perdeu, por 445 votos a favor e 16 contra, a votação que aprovou a PEC que aumenta os salários de advogados e defensores públicos e delegados das Polícias Federal e Civil. Trata-se de uma medida com impacto previsto em R$ 2,45 bilhões por ano à União, em tempos de ajuste fiscal.

Apesar do recuo das bolsas internacionais, o cenário externo foi apenas monitorado: o Dow Jones terminou em queda de 0,69%, aos 17.419,75 pontos, o S&P 500 caiu 0,78%, aos 2.083,56 pontos, e o Nasdaq fechou com desvalorização de 1,62%, aos 5.056,44 pontos. 

No setor siderúrgico, Usiminas ON caiu 4,24% e Usiminas PNA, 2,40%. A empresa anunciou prejuízo líquido de R$ 781 milhões no segundo trimestre deste ano, revertendo o lucro líquido de R$ 129 milhões do mesmo período de 2014.

Tudo o que sabemos sobre:
Ibovespabolsamercado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.