CSN segue em alta após negativa de conselheiros da Cimpor

Na máxima do dia, os papéis ON da companhia atingiram R$ 59,20 

Agência Estado,

17 de fevereiro de 2010 | 16h53

Depois da negativa do Conselho de Administração da Cimpor à oferta feita pela Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), as ações da siderúrgica brasileira seguem a alta trilhada desde a abertura do pregão de hoje. Por volta das 16h50, os papéis ON (com direito a voto) da CSN subiam 2,21%, a R$ 59,08. Na máxima do dia, atingiram R$ 59,20. A mínima foi de R$ 58,00

por ação.

 

Os conselheiros da portuguesa Cimpor manifestaram que a nova oferta feita pela CSN para comprar um terço mais uma ação da cimenteira continua baixa e não reflete o real valor da empresa. A CSN ofereceu € 6,18 por ação da empresa portuguesa, valor abaixo dos € 6,5 por ação oferecidos recentemente pela Camargo Corrêa aos acionistas Teixeira Duarte e Bipadosa.

 

No mesmo horário, o índice Bovespa subia 2,42%, aos 67.447 pontos. A pontuação máxima do dia foi de 67.542.

Tudo o que sabemos sobre:
açõesbolsaCSNCimpor

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.