Custo do seguro contra default da Espanha sobe após rebaixamento

Pelos preços atuais, custa US$ 187 mil por ano para assegurar US$ 10 milhões da dívida espanhola

Regina Cardeal, da Agência Estado,

28 de abril de 2010 | 13h08

O custo do seguro da dívida soberana da Espanha nos contratos de swaps de default de crédito (CDS, na sigla em inglês) subiu após a Standard & Poor's ter rebaixado o rating do país de AA+ para AA. O spread dos contratos de cinco anos dos CDS soberanos da Espanha subiu para cerca de 187 pontos-base, segundo a fornecedora de dados CMA DataVision. Mais cedo, o spread havia recuado para 180 pontos-base, de 209 pontos-base, em linha com outros CDS soberanos da zona do euro na expectativa de que um socorro à Grécia era iminente.

 

Pelos preços atuais, custa US$ 187 mil por ano para assegurar US$ 10 milhões em dívida soberana da Espanha por cinco anos. Os CDS são derivativos negociáveis que funcionam como um contrato de seguro contra default de uma dívida. Se um tomador de empréstimo dá default, o comprador de proteção recebe uma compensação do vendedor de proteção. Os compradores do swap podem estar protegendo investimentos ou fazendo apostas baixistas contra companhias ou países. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EspanhaCDSdefaultratingcrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.