Custo do seguro da dívida do Egito sobe em meio a protestos

Tensões políticas continuam a aumentar a pressão no mercado em meio às manifestações contra o governo do presidente Hosni Mubarak no país

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

28 de janeiro de 2011 | 09h13

O custo do seguro da dívida soberana do governo do Egito subiu nesta sexta-feira, à medida que as tensões políticas continuaram a aumentar a pressão no mercado em meio às manifestações contra o governo do presidente Hosni Mubarak no país.

Às 7h25 (de Brasília), o spread (prêmio) dos swaps de default (calote) de crédito (CDS) do Egito subiu 17 pontos-base em relação ao fechamento na quinta-feira, para 405 pontos-base, superando os 312 pontos-base registrados no início da semana, de acordo com o provedor de dados Markit.

O spread dos CDS do Egito estava em cerca de 240 pontos-base antes de os confrontos na região começarem a afetar o mercado neste mês.

O spread dos CDS de outros países da região também estão elevados, com o do Marrocos subindo 15 pontos-base, para 195 pontos-base, e o da Tunísia avançando 2 pontos-base, para 205 pontos-base. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.