Custo do seguro da dívida soberana da Irlanda sobe

A Irlanda planeja emitir 1,5 bilhão de euros em bônus de 6 e 10 anos amanhã

Danielle Chaves, da Agência Estado,

19 de julho de 2010 | 10h49

O custo do seguro da dívida soberana da Irlanda subiu 5,2% depois de a agência de classificação de risco Moody's rebaixar o rating de dívida do país para Aa2, de Aa1. A Moody's citou a crescente relação entre dívida e PIB, o enfraquecimento das perspectivas de crescimento e o problemático setor bancário do país.

 

Por volta de 10h (de Brasília), o spread dos swaps de default de crédito (CDS) da Irlanda operava em 260 pontos-base, de acordo com a Markit, uma alta de cerca de 13 pontos-base com relação ao fechamento de sexta-feira. Isso quer dizer que são necessários US$ 260 mil por ano para pagar o seguro de US$ 10 milhões em dívida do país por cinco anos. A Irlanda planeja emitir 1,5 bilhão de euros em bônus de 6 e 10 anos amanhã.

 

O rebaixamento da Irlanda somou-se à suspensão das conversas entre o governo da Hungria e o Fundo Monetário Internacional (FMI) no fim de semana para pressionar o sentimento dos investidores. "A Hungria lembrou os mercados que a crise fiscal na zona do euro está longe do fim", escreveu Gavan Nolan, analista de crédito da Markit, em um comunicado. O spread dos CDS da Hungria subiu para 373 pontos-base, de cerca de 322 pontos-base na sexta-feira. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
IrlandaMoody'ssegurodívida

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.