CVM ameaça entrar em greve no dia 12

Os funcionários da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) decidiram hoje entrar em greve no próximo dia 12 se o governo não conceder um reajuste salarial semelhante ao que já foi aprovado para os técnicos do Banco Central. O diretor do SindiCVM, Amilton Aguiar, informou que, até lá, os funcionários vão promover uma operação padrão para chamar a atenção do governo para o problema salarial na autarquia. A proposta do sindicato é que a folha de pagamento seja reajustada em 6% em junho e mais 4% em julho. A greve pode afetar em cheio os planos de algumas empresas de captar recursos no mercado financeiro no curto prazo. Atualmente, a autarquia analisa 15 pedidos para lançamento de ações no Brasil e mais R$ 13 bilhões em operações com debêntures. Boa parte das empresas quer fazer as ofertas antes do período de férias no Hemisfério Norte, época em que tradicionalmente o apetite dos investidores estrangeiros diminuiu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.