CVM aplica multa de R$ 500 mil devido a irregularidades de indústria têxtil

Gilberto Renaux, Paulo Renaux, Márcio Luiz Bertoldi, Armando Hess e a empresa Breda Participações são acusados de não divulgarem fatos relevantes relativos a negociações de ações daTextil Renauxview

Sabrina Valle, da Agência Estado,

22 de julho de 2010 | 16h18

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) aplicou multas que somam R$ 500 mil a Gilberto Renaux, Paulo Renaux, Márcio Luiz Bertoldi, Armando Hess e à empresa Breda Participações Ltda por não divulgarem em 2006 fatos relevantes relativos a negociações de ações emitidas pela Textil Renauxview S.A. O julgamento ocorreu no último dia 13 e a decisão foi anunciada hoje.

Todos foram acusados de deixar de divulgar negócios envolvendo quantidades superiores a 5% das ações emitidas. Armando Hess foi acusado, ainda, de não comunicar a aquisição do controle acionário da companhia.

Gilberto Renaux recebeu multa de R$100 mil; Paulo Renaux, de R$150 mil;Breda Participações, de R$ 50 mil; e Armando Hess, de R$200 mil.

A CVM informou que Márcio Luiz Bertoldi foi absolvido de todas as acusações, e que Armando Hess e Breda Participações foram absolvidos das acusações relacionadas a não divulgação de fatos relevantes com relação às operações realizadas no dia 25 de outubro de 2006.

Os acusados podem recorrer da decisão ao Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional, o chamado conselhinho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.