CVM cancela registro de companhia aberta da Parmalat

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) cancelou o registro de companhia aberta da Parmalat Brasil, segundo comunicado divulgado esta tarde pela companhia em recuperação judicial e por sua controladora, a Laep Investments. O pedido de cancelamento havia sido feito à CVM pelas duas empresas no último dia 28.

Agência Estado

12 de fevereiro de 2010 | 17h41

Segundo a Laep e a Parmalat Brasil, o saldo dos valores não resgatados pelos detentores de ações ordinárias (LCSA3) e preferenciais (LCSA4) durante a oferta pública de aquisição (OPA, na sigla em inglês) permanecerá à disposição dos acionistas minoritários no Banco Itaú pelo prazo de três meses. O prazo será contato a partir de 18 de fevereiro de 2010.

Ainda de acordo com o comunicado, o Conselho de Administração determinou a imediata convocação de assembleia geral extraordinária (AGE) de acionistas da Parmalat para deliberar sobre o resgate das ações remanescentes do capital da empresa pelos mesmos preços da OPA.

"Ressalta-se, novamente, que o fechamento de capital da Parmalat é um importante passo na otimização de custos do Grupo Laep e que a operação em nada afeta as negociações de Brazilian Depositary Receipts (BDRs) da Laep, sob o código MILK11", diz o comunicado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.