Dado de novas residências ganha importância nos mercados

São Paulo, 20 de março - O resultado do indicador de novas obras residências nos Estados Unidos pode ganhar importância hoje diante das preocupações dos investidores com o mercado de crédito imobiliário para clientes de alto risco, conhecido por subprime. Na semana passada, notícias apontaram que a inadimplência em hipotecas de maior risco subiu e isso fez crescer o temor de uma desaceleração brusca dos EUA. Além disso, o ex-presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) Alan Greenspan observou que os problemas no setor de subprime possam se espalhar para outras partes da economia. E isso pode fazer com que a atenção dos investidores também se concentre nos dados do comércio da Instinet. Todos os horários de divulgação de dados no exterior são de Brasília. EUA/Imóveis - O Departamento do Comércio dos Estados Unidos divulga, às 9h30, o indicador de novas obras residenciais iniciadas em fevereiro. EUA/Varejo - A Instinet divulga, às 9h55, o relatório semanal LJR Redbook, com o desempenho do comércio varejista na semana até 17 de março. EUA/Juro - O Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC) do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) começa hoje a reunião de dois dias para definir a nova taxa básica de juros norte-americana, atualmente em 5,25% ao ano. IPC/Fipe - A Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) divulga, a partir das 7 horas, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da segunda quadrissemana de março. IGP-M/FGV - A Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulga, às 8 horas, a segunda prévia de março do Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M). Brasil/Balanços - A Odontoprev divulga balanço. Previdência/Déficit - O secretário Nacional da Previdência Social, Helmut Schwarzer, divulga o déficit da previdência social de fevereiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.