De olho na curva. O que será da Selic?

O Comitê de Política Monetária (Copom) reduziu a taxa básica de juros da economia, a Selic, em 0,75 ponto porcentual, para 15,75% ao ano. A decisão foi unânime, ao contrário da anterior, quando três, dos nove integrantes do Comitê, defendiam um corte mais intenso. O comunicado divulgado após a reunião foi o seguinte: "Dando prosseguimento ao processo de flexibilização da política monetária, iniciada na reunião de setembro de 2005, o Copom decidiu por unanimidade reduzir a taxa Selic para 15,75%, sem viés, e acompanhar a evolução do cenário macroeconômico até a sua próxima reunião para, então, decidir os próximos passos na sua estratégia de política monetária." A ata da reunião de hoje será divulgada às 8h30 de quinta-feira da próxima semana. Para o economista-chefe da Ativa Corretora, Arthur Carvalho Filho, o fato de o Comitê ter citado o cenário macroeconômico pode indicar um ingrediente a mais em relação à possibilidade de o gradualismo das quedas dos juros se refletir em um patamar mais baixo ao final do ano. A projeção dele é de um novo corte idêntico na taxa Selic em 31 de maio e uma redução de meio ponto em julho, o que levaria a taxa básica a encerrar 2006 em 14% ao ano. O economista sênior do banco DKW, Nuno Camara, prevê uma Selic ainda menor em dezembro, de 13%. Havia um corte de 0,75 ponto em maio e outras reduções mensais de meio ponto até o final do ano. A taxa esperada por ele é de 1 ponto porcentual abaixo das previsões médias do mercado. ?Essa diferença é explicada pelo fato de prevermos crescimento econômico de 3,7% neste ano, ante os 3,5% que são consenso no mercado, mas sem inflação, graças à estratégia conservadora do BC e ao aumento nos investimentos?, avalia Camara. Segundo ele, as visões divergentes poderão ser resolvidas já no próximo mês. "Se for decidido outro corte de 0,75 ponto em maio, os mercados poderão finalmente ser convencidos de que o BC não tem nada contra um crescimento maior desde que isso não traga inflação?. (Resumo consolidado de reportagens publicadas ontem no AE News, serviço informativo em tempo real para o mercado financeiro da Agência Estado)

Agencia Estado,

20 Abril 2006 | 07h00

Mais conteúdo sobre:
renda fixa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.