Demanda por Global 2021 atinge US$ 6 bilhões

 Tesouro brasileiro irá inicialmente oferecer os papéis aos investidores nos Estados Unidos e na Europa

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

27 de julho de 2010 | 14h04

A demanda pela reabertura da emissão brasileira de bônus globais com vencimento em 2021 atingiu cerca de US$ 6 bilhões, informou a agência Dow Jones. Segundo fontes do mercado ouvidas pela Agência Estado, estão sendo colocados à disposição dos investidores US$ 750 milhões desses papéis.

 

A operação é coordenada pelo BofA Merrill Lynch e pelo Deutsche Bank e tem como colíder o Banco do Brasil. "Foi um estouro total", descreveu uma fonte ouvida pela Dow Jones.

 

A forte demanda favoreceu elevação do tamanho originalmente calculado de US$ 500 milhões. O spread sobre o rendimento dos Treasuries é de 150 pontos-base, de expectativa original do mercado de 160 pontos-base, informou a agência Dow Jones.

 

O Tesouro brasileiro irá inicialmente oferecer os papéis aos investidores nos Estados Unidos e na Europa. O Tesouro tem garantido o direito de elevar a emissão em 5% quando apresentar os bônus aos investidores asiáticos nesta quarta-feira, disse uma fonte envolvida na operação para a Agência Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bônusglobal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.