Demissão de presidente da Usiminas é legal, diz Nippon

A Nippon Steel & Sumitomo Metal Corporation (NSSMC) informou em comunicado que as mudanças no comando da Usiminas, aprovadas na semana passada, foram para "o melhor interesse" da empresa.

FRANCINE DE LORENZO, Estadão Conteúdo

28 de setembro de 2014 | 18h33

Segundo a NSSMC, o processo que determinou a dispensa do presidente da siderúrgica, Julián Eguren, e de dois vice-presidentes está em "conformidade com a legislação brasileira aplicável, o estatuto social e o acordo de acionistas da Usiminas, e a aprovação do conselho de administração é legal e válida".

Tudo o que sabemos sobre:
UsiminasdemissãoNippon

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.