Depois de oscilar, Ibovespa cai 0,89%

Depois de oscilar entre altas e baixas durante a manhã, a Bovespa se firmou no terreno negativo no início da tarde desta quinta-feira (27) e se manteve no vermelho até o fechamento, acompanhando a performance das Bolsas em Nova York em reação às declarações do senador democrata Harry Reid, de que parece que a economia dos Estados Unidos está caminhado em direção ao abismo fiscal em 2013. A forte queda dos papéis da Petrobras, pelo segundo dia consecutivo, ajudou a ampliar as perdas do principal índice acionário doméstico.

ALESSANDRA TARABORELLI, Agencia Estado

27 de dezembro de 2012 | 18h09

O Ibovespa encerrou o dia com declínio, pelo terceiro dia seguido, de 0,89%, aos 60.415,95 pontos. Na mínima, o índice atingiu 60.233 pontos (-1,19%) e, na máxima, 61.191 pontos (+0,38%). Com o recuo desta quinta, os ganhos no mês e no ano foram reduzidos para 5,12% e 6,45%. Mesmo assim, se este desempenho se confirmar na sexta, será o segundo melhor ganho mensal do ano desde janeiro, quando registrou valorização de 11,13%.

"Não há nada que dê fôlego para a Bolsa. Todas as atenções estão voltadas para a questão fiscal dos EUA. Se nada acontecer, a Bolsa pode entrar o ano buscando novas mínimas. Agora, se algo acontecer, não quer dizer que ela irá buscar novas máximas", estima um operador, explicando que mesmo que o mercado acionário tenha um repique forte para cima, esse movimento não deve se sustentar em razão das incertezas externas que ainda preocupam os investidores.

Nos EUA, após as declarações de que o país está perto do abismo fiscal, Reid ainda afirmou que o presidente da Câmara dos Representantes, o republicano John Boehner, deveria chamar os deputados de volta a Washington, para a retomada das negociações. O Congresso norte-americano e a Casa Branca têm até o próximo dia 31 de dezembro para evitar que uma série de cortes de gastos e aumentos de impostos entre em vigor automaticamente a partir de 1º de janeiro de 2013.

Na quarta-feira (26) à noite, o presidente norte-americano, Barack Obama, conversou por telefone com Boehner e outros líderes legisladores, entre eles Reid. Segundo um porta-voz, Boehner disse a Obama que "o Senado deve agir".

Por aqui, a Petrobras voltou a amargar perda superior a 3%, ainda refletindo a preocupação dos investidores com o possível reajuste do combustível no início do ano em torno de 6%. Segundo analistas, esse porcentual é considerado insuficiente e há ainda uma defasagem nas contas da empresa. Com isso, o papel ON encerrou com declínio de 3,42% e o PN com perda de 3,24%.

Vale, que pela manhã tentou se firmar em terreno positivo, terminou em direções distintas. A ação ON teve leve queda de 0,02% enquanto a PNA subiu 0,27%. A maioria dos metais básicos negociados na London Metal Exchange (LME) terminaram em alta. Cielo ON (+2,41%), Cesp PNB (+2,34%) e Suzano PNA (+2,21%) lideraram as altas do Ibovespa. Na direção contrária, figuraram Rossi Residencial ON (-7,66%), V-Agro ON (-4,88%) e PDG ON (-4,35%).

Tudo o que sabemos sobre:
Bovespafechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.