Deutsche Bank reduz recomendação para ações da Vivo

O Deutsche Bank reduziu a recomendação para as ações da Vivo Participações, de "comprar" para "manter", citando como justificativa a recente alta dos preços dos papéis. "O potencial de valorização atual não é suficiente para justificar a recomendação de 'comprar'", disse o banco, destacando que as ações da operadora de telefonia móvel subiram 24% em menos de um mês. "Acreditamos que o papel vai perder impulso depois de sua recente correção". O banco alemão citou ainda preocupações com mudanças técnicas nas operações do grupo, mas afirmou que os receios relacionados a custos estão "superestimados". A Vivo anunciou recentemente que vai construir uma rede GSM para suas operações no Brasil. Na sexta-feira, as ações ordinárias da Vivo subiram 2,49% e terminaram o dia valendo R$ 10,29. Os papéis preferenciais da empresa tiveram valorização de 1,33%, para R$ 6,10. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

22 de agosto de 2006 | 07h00

Tudo o que sabemos sobre:
ações

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.